Apresentação

please scroll down for the english version

O Centro de investigação em Ciências Sociais e do Comportamento (FP-B2S) reúne uma equipa de investigadores doutorados que têm como objetivo comum o estudo do comportamento humano desde uma visão interdisciplinar. O estudo do comportamento emerge desde a psicologia como área nuclear do centro mas estende-se ao olhar de outras áreas científicas que abrangem os diversos contextos reais e mediatizados em que o comportamento surge e se manifesta. O FP-B2S integra, por isso, membros com formações e interesses científicos diversificados, que acreditam no cruzamento e na integração dos saberes como o melhor caminho para a inovação do saber científico.

O âmbito de atividades do centro abarca os contextos em que o comportamento humano ganha significado na construção das sociedades atuais e dos seus progressos e problemáticas e inclui os espaços íntimos e sociais, formais e informais, reais e mediatizados. O centro promove estudos com perspetiva crítica face os problemas e desafios das sociedades atuais com especial incidência nas temáticas do crime e o desvio, a qualidade de vida e a comunicação. O objetivo principal do centro consiste em desenvolver investigação que contribua para o avanço do conhecimento das ciências humanas e sociais de forma aplicada e comprometida. Assim, a investigação desenvolvida no centro guia-se pela tríade: Interdisciplinariedade-Aplicabilidade-Compromisso social.

A interdisciplinariedade permite integrar os saberes e as metodologias de diferentes áreas científicas na procura de uma perspetiva holística do comportamento humano. A investigação desenvolvida no centro define-se também pelo seu carácter aplicável. Entendemos que a investigação científica nas ciências humanas e sociais não pode ficar apenas pelo desenvolvimento do conhecimento teórico, devendo avançar para a aplicabilidade do mesmo aos contextos reais de forma contribuir para o desenvolvimento social e a qualidade de vida das populações. O terceiro elemento da tríade, o compromisso social, representa a essência das atividades desenvolvidas a nível institucional com programas de apoio às comunidades locais em diversas áreas. Esta tríade guia os estudos desenvolvidos pelos investigadores do centro nos âmbitos da saúde, educação, trabalho, justiça, política e cidadania, e comunicação.

O FP-B2S organiza a sua investigação em três linhas de investigação. A unidade é gerida por uma comissão de coordenação formada pelo coordenador geral, os coordenadores de cada linha e o secretário e tem o apoio de pessoal técnico e administrativo.

Pretendemos contribuir para uma visão estruturante e integradora das ciências humanas e sociais reunindo diversas áreas articuladas na produção de conhecimento. Num mundo cada vez mais globalizado e mediatizado reconhecemos a influência determinante dos meios de comunicação e das novas tecnologias da informação na motivação, nas atitudes e no comportamento das pessoas e nos interrogamos cientificamente sobre as chamadas “Humanidades digitais” e sua predominância na nossa contemporaneidade. Defendemos o papel da ciência ao serviço do desenvolvimento social e de uma sociedade mais capaz, justa e integrativa e que responda de forma inovadora aos desafios sociais contemporâneos.

Introduction

The Research Centre in Social and Behavioural Sciences (FP-B2S) gathers a team of researchers whose common aim is to study human behaviour from an interdisciplinary standpoint. The study of behaviour stems from psychology as a core part of the centre, but includes other scientific areas that encompass the different real and mediatized contexts where behaviour manifests itself. The FP-B2S centre integrates, therefore, members with diversified scientific formation and interests,who believe in the integration of knowledge as the best path for the innovation of scientific knowledge.

The range of activities of the centre comprehends the contexts where human behaviour acquires further meaning in the process of construing contemporary societies, their progresses and problems, and includes the intimate and social, formal and informal, real and media-conveyed spaces. The centre promotes studies with a critical perspective as to the problems and challenges of contemporary societies, with a special emphasis on the issues of crime and deviation, quality of life, and communication. The main aim of the centre is to develop research that contributes to the advancement of knowledge in social and human sciences in a dedicated and engaged manner. Therefore, the research developed in the Centre is ruled by the triad: Interdisciplinarity-Applicability-Social Commitment.

Interdisciplinarity allows the integration of knowledges and methodologies of different scientific areas in the search for a holistic perspective of social challenges. The research developed in the Centre is also defined by its applicability. It is our understanding that the scientific research in the human and social sciences cannot be restricted to the development of theoretical knowledge, and that it should move on to its application to real contexts, in order to contribute to the social development and quality of life of populations. The third element of the triad, social commitment, represents the essence of the activities developed at an institutional level with support programs for local communities in different areas. This triad guides the studies developed by the researchers at the Centre in the areas of health, education, work, justice, politics and citizenship, and communication.

The FP-B2S organizes the research activities in three lines of investigation. The unit is managed by a Coordinating Committee formed by the General Coordinator, the coordinators of each research lines and the Secretary and has the support of technical and administrative staff.

It is our aim to contribute to a structural and integrative vision of human and social sciences, including different areas articulated towards the production of knowledge. In a world that is increasingly globalised and mediatized we recognize the paramount influence of the mass media and the new information technologies in people’s motivation, attitudes and behaviour, as well as the need to scientifically question the so-called ‘Digital Humanities’ and their ubiquitous presence nowadays. We stand for a science whose role is at the service of social development and at the service of a society which is more capable, fair and integrative, and which responds in an innovative manner to contemporary social challenges.